CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Filme do Dia: A Caverna dos Sonhos Esquecidos (2010), Werner Herzog



A Caverna dos Sonhos Esquecidos (Cave of Forgotten Dreams, Canadá/EUA/França/Reino Unido/Alemanha, 2010). Direção e Rot. Original: Werner Herzog. Fotografia: Peter Zeitlinger. Música: Ernest Reijseger. Montagem: Joe Bini & Maya Hawke.

Talvez o que mais se ressinta esse documentário, aliás seguindo a linha de apresentar imagens que fujam da banalidade da cultura visual contemporânea (a quem, aliás, esse filme, mesmo com a utilização da tecnologia em 3-D, encontra-se longe de sequer se aproximar de alguns outros do realizador, tais como Fata Morgana) seja a da ausência de tipos humanos, material praticamente indispensável para as obras mais consistentes do realizador, seja na ficção, seja no documentário. Aqui, Herzog volta suas lentes para uma caverna de visitação extremamente restrita, a de Chauvet, no sudoeste francês. Dominado pela narração over do próprio Herzog, como comum em sua produção documental mais recente. As pinturas são de uma beleza impressionante, por mais que sua captação através da câmera, numa medida ou outra, acabe por comprometer algo do projeto visado pelo realizador. Nesse sentido, nem mesmo certos estímulos pseudo-sensacionalistas, tais como a advertência sobre a possibilidade de ser a última vez em que se terá acesso das imagens do local – sua congênere mais célebre, a de Lascaeux, foi fechada a visitação após se perceber que a respiração dos turistas estava provocando mofo em suas paredes – podem dimensionar algo sequer semelhante da própria experiência de visitação ao local. Herzog, a determinado momento, chega a certas extravagâncias como a de incluir uma sequencia de um filme com Fred Astaire (O Picolino?) enquanto evocação da relação entre o homem e suas sombras. Creative Differences/History Films/Ministère de la Culture et la Communication/Arte France/Werner Herzog Filmproduktion. 90 minutos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário