CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Filme do Dia: Coal Black and de Sebben Dwarfs (1943), Robert Clampett

Coal Black and de Sebben Dwarfs (EUA, 1943). Direção: Robert Clampett. Rot. Adaptado: Warren Foster, baseado na história dos Irmãos Grimm. Música: Eddie Beale, Milt Franklyn & Carl W. Stalling. Montagem: Treg Brown.

Essa pérola do anti-politicamente correto demonstra que o  preconceito contra os negros e a sexualidade enquanto temas explícitos não eram restritos somente ao mais renomado Tex Avery. Aqui, Clampett conta em ritmo tão alucinadamente frenético quanto os das várias versões de Chapeuzinho Vermelho exploradas por Avery, e notadamente influenciado por este, uma versão “negra” da história da Branca de Neves completamente ritmada pelo swing da música negra. Da velha negra na cadeira de balanço até as voluptuosas ancas da protagonistas passando por anões que sopram como saxofones vivos, entre inúmeros outros detalhes menores, nada é gratuito nessa sátira que se tornou banida da exibição pública desde 1957. Curiosamente sobra preconceito até contra os japoneses, então no auge da Segunda Guerra, quando o caminhão que oferece o serviço de mortes (Murder Inc.) por encomenda avisa que para os “japs” o serviço é de graça. Destaque para a hilariante cena em que o Príncipe não consegue fazer reviver Branca, o que prontamente é conseguido pela maior “energia” de um dos anões. Leon Schlesinger Studios para Warner Bros. 7 minutos e 40 segundos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário