CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sexta-feira, 3 de julho de 2015

The Film Handbook#30: Anthony Mann

Arthur Kennedy e James Stewart em um momento de violência tipicamente encenada em E O Sangue Semeou a Terra/Bend of the River, de Anthony Mann


Anthony Mann

Nascimento: 30/06/1906, San Diego, Califórnia
Morte: 29/04/1967, Berlim, Alemanha Ocidental
Carreira (como diretor): 1942-67

Mesmo tendo trabalhado numa variedade de gêneros, a reputação do diretor nascido Emil Anton Bundsmann permanece firme na série de westerns clássicos realizados nos anos 1950, muitos dos quais estrelados por James Stewart. O uso das paisagens, emocional e intensidade psicológica, e complexidade estrutural assinalam sua contribuição ao gênero como crucial para seu desenvolvimento.

Tendo trabalhado em várias funções nos teatros de Nova York, Mann entrou primeiramente no cinema como caçador de talentos para o produtor David O. Selznick e assistente de Sturges. Em 1942, com Dr. Broadway, passou a dirigir séries de modestos musicais e melodramas; foi somente no final dos anos 40 com filmes noirs como Desesperado/Desperate, Moeda Falsa/ T-Men, Entre Dois Fogos/Raw Deal e Mercado Humano/Border Incident que seu olhar para os visuais dramáticos, e sua virtuosidade em cenas de violência brutal viera/m à tona. Em 1950 os westerns O Caminho do Diabo/Devil's Doorway>1, Almas em Fúrias/The Furies e Winchester'73 prenunciam a sua melhor obra da década seguinte: o primeiro com um herói índio na Guerra Civil dividido entre sua tribo e os homens brancos que recusam suas terras agrícolas ancestrais, introduzem o tema de um herói assombrado pelos fantasmas do passado; o segundo apresenta o clássico interesse de Mann nos males do patriarcado; o terceiro com Stewart disposto em recuperar um rifle roubado por seu patricida irmão, abraçando o poder destrutivo da vingança.

Após Conspiração/The Tall Target, impressionante suspense noir histórico sobre uma tentativa de assassinato a Abe Lincoln na véspera de sua posse, Mann alternou diversos filmes eficientes mas rotineiros (Borrasca/Thunder Bay, Música e Lágrimas/The Glenn Miller Story, Comandos do Ar/Stragegic Air Command, Os Que Sabem Morrer/Man in War, O Pequeno Rincão de Deus/God's Little Acre) com os westerns que o revelaram em sua forma mais engajada e imaginativa. E O Sangue Semeou a Terra/Bent of the River>2, com a história de pioneiros buscando morar em montanhas selvagens com os esforços desesperados do ex-fora-da-lei de Stewart de escapar de seu passado - reforçados por sua amizade problemática com o viciado oportunista que é seu alter-ego de Arthur Kennedy; O Preço de um Homem/The Naked Spur>3 lida com os efeitos corrosivos de um desejo de vingança, com o caçador de recompensas de Stewart representado de forma não menos violenta e neurótica que sua presa assassina. Em ambos os filmes, as odisseias geográficas refletem os esforços espirituais do herói com a paisagem - exuberante ou melancolicamente hostil - servindo como símbolo elementar de suas emoções; ao  chegar aos termos, mais que reprimir, sua violência pode encontrar redenção e exorcizar a influência letal do passado.

Região do Ódio/The Far Country foi uma relativamente desbotada variação sobre os mesmos temas, O Homem dos Olhos Frios/The Tin Star (com a obsessiva e perseguida persona de Stewart substituída pelo menos problemático Henry Fonda) um convencional western de "iniciação" sobre um jovem xerife aprendendo seu ofício de um velho caçador de recompensas. Bem melhores foram  Um Certo Capitão Lockhart/The Man from Laramie (Stewart  se infiltrando na família de um barão do gado para vingar a morte de seu irmão) e O Homem do Oeste/Man of the West>4 (Gary Cooper se livrando de seu passado criminoso na forma de uma gangue psicótica da qual um dia fora membro). Ambos evocam Rei Lear através da disposição de figuras paternas freudianas, irmãos ciumentos e enredos brutais que envolvem parricídio, fratricídio e cenas de violência que sugerem castração e humilhação. Ainda que a paisagem e o motivo da vingança assentem o drama firmemente nas convenções do western, as monstruosas rivalidades familiares emprestam a esses filmes uma complexidade e poder em grande parte ausentes da obra anterior de Mann. Lamentavelmente, um western final, Cimarron foi tão mutilado que o diretor o renegou.

Nos anos 60 Mann realizou dois épicos superiores para o produtor Samuel Bronston; El Cid>5, sobre os sonhos de um aristocrata espanhol de uma luta para a expulsão dos mouros da Espanha, foi memorável tanto por sua evocação visualmente elegante da vida medieval quanto por sua simplicidade verdadeiramente épica; A Queda do Império Romano/The Fall of the Roman Empire>6 foi notável por sua sobriedade, autenticidade de época e incomumente inteligente análise da corrupção nascida do poder. Após Os Heróis de Telemark/The Heroes of Telemark, um suspense de guerra rotineiro, mas caracteristicamente ostentando belas locações fotográficas, ele passou a trabalhar no filme de espionagem O Espião de Dois Mundos/A Dandy is Aspic, mas morreu antes de sua finalização.

O maior talento de Mann foi sua habilidade  de transcender as frequentemente limitantes convenções de gêneros, embora nunca desprezando a força estrutural que proporcionavam. Ele o fez através de astutos detalhes psicológicos, temas criteriosamente pilhados dos clássicos e uma externalização das emoções interiores. Sua carreira foi grandemente incerta, mas suas façanhas dentro do filme de suspense B, o western e o épico revelam uma inteligência consistentemente esquadrinhante à serviço.

Cronologia
Mann adotou uma abordagem completamente mais dura da mitologia do western que Ford, seus personagens obsessivos, neuróticos e sua ênfase na violência antecipando a obra de Peckinpah, Leone e Eastwood. Seus épicos incomumente adultos são rivalizados somente pelos de Nicholas Ray

Leituras Futuras
Horizons West (Londres, 1970), de Jim Kitses, The Epic Film (Londres, 1984), de Derek Elley.

Destaques
1. O Caminho do Diabo, EUA, 1950 c/Robert Taylor, Louis Calhern, Paula Raymond

2. E O Sangue Semeou a Terra, EUA, 1952 c/James Stewart, Arthur Kennedy, Rock Hudson

3. O Preço de um Homem, EUA, 1953 c/James Stewart, Robert Ryan, Janet Leith Ralph Meeker

4. O Homem do Oeste, EUA, 1958 c/Gary Cooper, Lee J. Cobb, Julie London, Jack Lord

5. El Cid, Espanha, 1961 c/Charlton Heston, Sophia Loren, Raf Vallone

6. A Queda do Império Romano, Espanha, 1964 c/Stephen Boyd, Sophia Loren, James Mason

Texto: Andrew, Geoff. The Film Handbook. Londres: Longman, 1989, pp. 190-2.



Nenhum comentário:

Postar um comentário