CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

domingo, 11 de dezembro de 2016

Filme do Dia: Fim de Semana à Beira-Mar (2011), Pascal Rabaté


Affiche Ni à vendre, ni à louer


Fim de Semana à Beira-Mar (Ni à Vendre ni à Louer, França, 2011). Direção: Pascal Rabaté. Rot. Original: Pascal Rabaté & Scop. Fotografia: Benoit Chammailard. Montagem: Jean-François Elie. Dir. de arte:
Em final de semana à beira-mar, um grupo que inclui um casal de meia-idade, dois casais que trocam de parceiros, uma família com filhas adolescentes que descobrem sua sexualidade com dois rapazes de meia-idade, dois praticantes de sado-masoquismo, um casal lésbico e dois jogadores de golfe, além de uma família em luto, interagem em maior ou menor grau.
Trata-se de um tributo a Jacques Tati, no qual as situações são resolvidas através de gags virtualmente sem diálogos ou uma linha narrativa dramática convencional. Porém se algumas situações são, aliás não poucas, devidamente tributárias de Tati, como os carros em procissão, falta o rigor visual que compreendia o estilo do mestre,  assim como a moldura mais ampla, por mais conservadora que fosse, que compreendia sua visão de mundo. Aqui tudo parece demasiado gratuito, sendo que algumas situações – como a que envolve a família em luto pela perda do pai da família – apenas parecem funcionar enquanto contraponto para o humor buscado pelo filme. Loin Derrière L’Oural/CNC para Ad Vitam Dist.. 77 minutos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário