CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sábado, 12 de março de 2016

Filme do Dia: Constantino (2011), Otávio Cury

FILME - Constantino

Constantino (Brasil/Irã/Líbano/Turquia/Síria, 2011). Direção e Rot. Original: Otávio Cury. Fotografia: Raquel Burst & Otávio Cury.
Numa viagem da família a Damasco, em pleno setembro de 2001, o realizador se depara com um livro com as obras completas de seu bisavô, figura renomada no mundo das artes e da religião ao final do século XIX. A partir daí passa a investigar sobre o seu bisavô e avô, traduzindo para o português as obras de Daud Constantino Al-Khoury.
Prejudicado pela forma conscientemente atravessada e confusa com que constrói sua narrativa, entremeando tempos e acontecimentos, o filme se torna uma aborrecida e auto-complacente incursão a algo que não parece representar nada nem mesmo para o próprio realizador, quanto mais ao espectador. Reúne desde as imagens filmadas pelos percursos traçados por Cury e algumas entrevistas,  evidentemente pela própria equipe, até em menor escala fotos fixas, imagens de arquivo e encenações de trechos de peças de Khoury que tampouco se sabe a que vieram e que importância teria ao olhar contemporâneo. Se se pretende frisar a incompletude e negar ao espectador uma narrativa redonda ou ainda remeter ao caráter performático das atitudes humanas, o que soçobra é a aparente gratuidade com que tudo é exposto, mas parecendo um cansativo exercício de linguagem. Sua proposta remete a outras incursões autobiográficas sobre antepassados familiares no cinema documental brasileiro, notadamente 33 e Um Passaporte Húngaro. 80 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário