CONTRA O GOLPE CIVIL-MIDIÁTICO-JUDICIÁRIO EM CURSO E PELO RETORNO DA DEMOCRACIA

terça-feira, 6 de março de 2018

Filme do Dia: Sob o Sol de Satã (1987), Maurice Pialat

Resultado de imagem

Sob o Sol de Satã (Sous lê Soleil de Satan, França, 1987). Direção: Maurice Pialat. Rot. Adaptado: Sylvie Danton & Maurice Pialat, baseado no romance de George Bernanos. Fotografia: Willy Kurant. Música: Henri Duttileux. Montagem: Yann Dedet. Dir. de arte e Cenografia: Kátia Vischkof. Figurinos: Gil Noir. Com: Gérard Depardieu, Sandrine Bonnaire, Maurice Pialat, Alain Arthur, Yann Dedet, Brigitte Legendre, Jean-Claude Bourlat, Jean-Cristophe Bouvet.
Donissan (Depardieu) é um jovem padre atormentado que o padre mais velho Menou-Segrais (Pialat) pretende ajudar, mas que acaba sendo tentado pelo demônio. Demonstra-se disposto a salvar a alma da jovem Mouchette (Bonnaire), assassina de seu amante, o Marques de Cardignan (Arthur). Ao mesmo tempo, sua fama de homem miraculoso se torna grande quando traz de volta à vida uma criança dada como morta. Sua força espiritual lhe consome fisicamente e morre pouco depois.

Adaptação que não esconde a aridez de sua fonte literária ou procura torná-la mais palatável. Pelo contrário, insiste em uma parcimoniosa utilização da música e ritmo bastante lento que procura traduzir a densidade do tormento de seu protagonista e, mais que isso, da doutrina cristã. Sem deixar de lado todas as manifestações corpóreas de como tais manifestações se expressam. Todo esse ascetismo, assim como a própria escolha de uma obra de Bernanos, torna impossível não relacionar essa produção com a obra de Bresson (que filmou Diário de um Pároco de Aldeia e Mouchette, do mesmo autor), ainda que mesmo com a recusa do melodrama não se atinja o nível de despojamento de interpretação daquele, sendo igualmente bem mais dependente da palavra. Curiosamente, apesar de todo seu estranhamento com relação à forma e temáticas de apelo mais popular, ganharia a Palma de Ouro em Cannes. Action Films/CNC/Erato Films/Erbograph Co./Films A2/Flach Film/Sofica Créations/Sofica Investimage. 93 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário