CONTRA O GOLPE CIVIL-MIDIÁTICO-JUDICIÁRIO EM CURSO E PELO RETORNO DA DEMOCRACIA

terça-feira, 13 de março de 2018

Filme do Dia: Kashtanka (1952), Mikhail Tsekhanovskiy



Kashtanka (União Soviética, 1952). Direção: Mikhail Tsekhanovskiy. Rot. Adaptado: Boris Brodsky & Mikahil Papava, a partir de um conto de Anton Tchecov. Fotografia: Mikahil Druyan. Música: Yuri Levitin. Montagem: Lidiya Kyaksht. Dir. de arte: Leonid Aristov & Aleksandr Belyakov.
Kashtanka é uma pequena e esperta cadela semelhante a uma raposa que vive com um marceneiro e seu filho Fedyushka. Certo dia Fedyushka vai a cidade e bebe. Algo desorientado, não percebe que Kashtanka se afasta. Ela se perde e sofre com os rigores da fome e da neve, deitada na soleira de uma porta. O morador que a encontra é Monsieur Georges, que trabalha como palhaço no circo com seus animais amestrados, um gato, um ganso e um porco. Com a morte do ganso, ele descobre o talento de Kashtanka, que passa a integrar a trupe. No dia de sua estreia no picadeiro, a cadela é reconhecida por Fedyuska que a chama. Inicialmente dividida, pois Monsieur Georges também a chama por seu novo nome, decide ir de encontro a seus antigos donos, que a levam para casa.

Acima da média da produção em animação soviética contemporânea, esse curta se beneficia da boa mimetização dos movimentos humanos, provavelmente fazendo uso da técnica do rotóscopio, assim como de um senso rítmico de apresentação da sua narrativa bastante equilibrado, em parte provavelmente devedor do conto original, com algumas poucas exceções -  como a apresentação de um número de equilibrismo ao final que nada acrescenta ou demove à história, mas que ainda assim pode ser incorporado sem grandes problemas como elo de passagem para a cena final. Como na maior parte da animação similar produzida pelo mesmo estúdio (a partir de 1936) há um narrador interno mas, ao contrário da maior parte dessa, detêm-se num universo não apenas humano como relativamente realista, sem a aproximação fácil com aquele da fantasia presente inclusive em produções com personagens humanos (a exemplo de The Boy from Naples, Birthday, The Tale of the Old Oak, Moydodyr, The Miracle Bell, The Flower with Seven Colours). Soyouzmultfilm. 30 minutos e 18 segundos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário