CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

domingo, 13 de novembro de 2016

Filme do Dia: O Invicto (1949), Paul Dickson




O Invicto (The Undefeated, Reino Unido, 1949). Direção: Paul Dickson. Rot. Original: Paul Dickson & Ted Willis. Fotografia: Ronald Anscombe. Música: Lambert Williamson. Montagem: Francis Cockburn. Com: Gerald Pearson.

O que talvez mais chame a atenção nesse documentário sobre programas do governo com relação ao apoio aos mutilados de guerra seja o fato de que sua dramatização dos eventos que pretende apresentar suplanta a maior parte das tímidas incursões dramáticas então esboçadas pelo gênero. Aqui não apenas atores vivenciam papéis de personagens aparentemente reais (caso não o sejam, apenas aumenta o teor de aproximação com o universo do docudrama ficcional) como toda uma aproximação  com o universo dramático ficcional se faz presente. Chama a atenção, neste sentido, a forma como a superação do trauma de Joe Anderson (Pearson), que não consegue falar, vem a ser conseguido a partir do momento em que reencontra o amigo que acreditava morto na guerra e ao qual não pôde ajudar por conta de se encontrar feridos embaixo dos destroços do avião que havia caído com ambos. Trata-se de um clichê típico dos dramas psicológicos hollywoodianos de alguns anos antes. Talvez o que o aproxime mais de ser rotulado como documentário nos dias correntes seja o fato de apresentar todo um contexto de clínicas em que homens mutilados efetivam seus exercícios de recuperação e o fato de ser produzido por uma instituição que financiava documentários, algo que se soma a sua duração e o provável circuito diferenciado de exibição o diferenciam da produção abertamente ficcional de sua época. COI/World Wide. 34 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário