CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sábado, 19 de novembro de 2016

Filme do Dia: Gates of Heaven (1978), Errol Morris

Resultado de imagem para gates of heaven 1980 poster

Gates of Heaven (EUA, 1978). Direção: Errol Morris. Fotografia: Ned Burguess. Música: Dan Harbets.  Montagem: Errol Morris.                             
Filme de estréia do cultuado documentarista Morris. Morris se detém aqui em um cemitério de animais e tudo que envolve o tema. Seu filme é construído sobretudo, a partir de banais enquadramentos diretos para a camera fixa (sobretudo, aqui, dos proprietários do cemitério e de alguns de seus clientes). Porém, entremeia tais depoimentos com imagens grandemente estilizadas que parecem reforçar ou tentar representar mais um senso de estranheza que propriamente de comicidade ou ironia sobre o tema, ainda que por vezes tal dimensão pareça permanecer perigosamente ambígua. É pratica comum, por exemplo, o realizador intercalar depoimentos emocionados sobre os animais falecidos com fotos dos mesmos. Ou ainda registrar o “concerto” que um dos proprietários do cemitério, com um potente ampliador para sua guitarra, empreende para o vale deserto que circunda a propriedade. Porém, o intuito final parece ser menos o da chacota com o evidente caipirismo Americano, presente em roupas, falas e gestos que o da construção de um documentário a partir de um tema deliberadamente inócuo – aliás, conseqüência de uma provocação ao então estudante de cinema do cineasta Werner Herzog que fez uma aposta com ele se conseguiria realizar algo sobre o tema. Gates of Heaven para New Yorker Films. 85 minutos

Nenhum comentário:

Postar um comentário