CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Filme do Dia: Tire Dié (1960), Fernando Birri



Tire Dié (Argentina, 1960). Direção: Fernando Birri. Rot. Original: Fernando Birri, Juan Carlos Cabello, María Domínguez, Manuel Horácio Giménez, Hugo Gola, Neri Milesi, Rubén Rodríguez, Enrique Urteaga.

Documentário que apresenta uma comunidade miserável que dá título ao filme, focando sobretudo as crianças que possuem como maior fonte de renda correrem atrás dos trens, onde alguns passageiros jogam moedas. Provavelmente devido à ausência de som direto no momento de sua produção, o recurso utilizado foi de se ter dois narradores que dublam o discurso dos moradores, embora não seja de todo descartada a possibilidade de serem uma livre construção em cima das entrevistas com os moradores. O que se sobressai, antes de tudo, é a forte expressividade visual do filme e uma certa melancolia em registrar sua realidade agridoce, ao mesmo tempo repleta do que há de lúdico na infância e também do processo de exclusão social que se prolonga para as novas gerações, já que a maioria das crianças nunca freqüentou ou abandonou às escolas, numa aproximação com a realidade levada ao mundo ficcional pelo Neo-Realismo italiano. Inicia com uma visão panorâmica de Santa Fé, apresentando todos os dados de sua pujança econômica, deslocando-se então para a periferia, onde se encontra a comunidade de Tiré Dié.  Instituto de Cinemetografia de la Universidad del Litoral. 35 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário