CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Filme do Dia: Baixeza (1949), Robert Siodmak


Baixeza (Criss Cross, EUA, 1949). Direção: Robert Siodmak. Rot. Adaptado: Daniel Fuchs, baseado no romance de Don Tracy. Fotografia: Franz Planner. Música: Miklós Rozsa. Montagem: Ted J. Kent. Dir. de arte: Bernhard Herzburn & Boris Leven. Figurinos: Yvonne Wood. Com: Burt Lancaster, Yvonne De Carlo, Dan Duryea, Stephen McNally, Esy Morales, Tom Pedi, Percy Helton, Alan Napier, Meg Randall, Richard Long.
            Steve Thompson (Lancaster), retorna a Los Angeles, após um período afastado, que também serviu para ele tentar esquecer a ex-mulher Anna (De Carlo), com quem viveu uma relação conturbada. Porém, as coisas não saem como ele espera. A reencontra no bar que sempre freqüentavam. Ela marca um  encontro para outra noite e quando Steve chega sabe, através do atendente do bar, que Anna viajara para se casar com o gangster Slim Dundee (Duryea). Mesmo chocado e advertido pelo tentente da polícia Pete Ramirez (Morales) e pela mãe, Steve volta a encontrar Anna. Seus encontros são descobertos por Dundee, que flagra os dois na mesma casa. Para salvar sua vida, Steve inventa um plano criminoso para assaltar um carro forte na empresa de segurança que trabalha. Em meio ao tiroteio e a morte do colega de trabalho, Steve sai ferido, assim como Dundee. Internado no hospital e tratado pelo jornal como herói, Steve é seqüestrado do hospital por um capanga de Dundee. No meio do caminho ele o suborna para que o leve até a casa de praia onde se encontra Anna. Anna, furiosa por Steve ter ido até lá com um homem de Dundee, arruma suas coisas para ir embora, porém é surpreendida pela chegada de Dundee e morre ao lado de Steve.
Siodmak volta a trabalhar com os temas que marcaram sua carreira, como o da traição. Mesmo que não seja a femme fatale típica do noir, a aparentemente desprotegida Anna, acaba revelando-se tipicamente como a mulher que levará o homem à desgraça. A narrativa que ocorre quase que completamente em flashback – a partir da viagem de quarenta minutos de Steve (que, na verdade, dura muito mais do que o tempo real – e a iluminação expressionista são outras características desse pessimista noir, sem direito a final feliz. Lancaster, foi lançado em outro filme de Siodmak, de três anos antes, Os Assassinos, de estrutura semelhante a esse. Universal.  87 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário