CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quarta-feira, 26 de março de 2014

Garota com Regador, 1876


A severa recepção da primeira exibição coletiva dos impressionistas e os resultados desastrosos de um leilão que Renoir realizou com otimismo em 1875 o puseram em limitadas condições financeiras. Talvez para remediar a situação, dentro de um ano ele começou a pintar descrições anedóticas de mulheres e crianças, tema no qual se destacou. Garota com Regador, obra típica dessa fase, apresenta um estilo impressionista amadurecido, sintonizado com os desígnios específicos da figura retratada. As cores de Renoir refletem o frescor e o esplendor da paleta impressionista, enquanto seu tratamento é mais controlado e regular que de suas paisagens, inclusive com pinceladas aplicadas através de delicados toques, particularmente no rosto. Brilhantes matizes em cores vivas envolvem a pequena garota numa atmosfera de luz calorosa e transmitem de forma charmosa seu apelo inocente.

Identificações específicas foram propostas à garota, mas nenhuma convincente. Muito provavelmente, Renoir descreveu uma garota das cercanias cujas características agradáveis encantaram o artista. Uma garota com semelhante cabeleira loura e encaracolada, reluzentes olhos azuis, roliças bochechas rosadas e lábios avermelhados sorridentes, vestida de maneira semelhante, surge numa pintura de cerca de cinco anos após. Outras recorrências sugerem que ela havia se tornado comercialmente viável no conjunto de figuras do repertório de Renoir. Garota com Regador, desenhado para atrair comissões de retratistas, é um modelo de graça e charme da obra do artista.
Texto: National Gallery of Art. Nova York: Thames & Hudson, 2005. pp.195.

Nenhum comentário:

Postar um comentário