CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

domingo, 2 de julho de 2017

Filme do Dia: Deixem o Estudante Estudar (1964)


Deixem o Estudante Estudar (Brasil, 1964).

Curta-metragem que se encontra entre os quase vinte títulos produzidos pelo Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais (Ipês), instituição que tinha como maior intenção proclamar melhorias na democracia e reformas liberais que visassem dizimar a “ameaça vermelha” que então rondava o país. Aqui, o foco especificamente é na situação da classe estudantil universitária do país, uma das mais atraídas pelo perigo das influencias “alienígenas” referidas pelo filme. Devendo se encontrarem avessos, segundo o narrador off, a qualquer influência estrangeira, os estudantes precisariam se informar sobre todos os campos do saber, desde que voltados para os interesses da nação, sobretudo na área das ciências tecnológicas, já que faz mister o controle pelas novas gerações do imenso cabedal de ciência do qual será herdeiro no futuro – e as imagens, enfatizam, entre outros avanços, as grandes hidroelétricas construídas. Tal trecho é bastante representativo sobre o estudante ideal para os ideólogos do Ipes, já que embora num primeiro momento defenda a abertura para todos os campos do saber, logo dará o verdadeiro peso normativo sobre como “deve” ser o estudante, normatividade que, aliás, permeia toda a narrativa. IPÊS/Jean Manzon Prod. Cinematográficas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário