CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Filme do Dia: L'Allegro Fantasma (1941), Amleto Palermi

L’Allegro Fantasma (Itália, 1941). Direção: Amleto Palermi. Rot. Original: Carlo Ludovico Bragaglia, Pier Luigi Faraldo, Ettore Maria Margadonna & Amleto Palermi, a partir do argumento de Bragaglia, Margadonna & Pietro Solari. Fotografia: Vincenzo Seratrice. Música: Dan Caslar. Montagem: Giacinto Solito. Dir. de arte: Gastone Medin. Cenografia: Gino Brosio. Com: Totò, Luigi Pavese, Franco Coop, Isa Bellini, Wilma Mangini, Thea Prandi, Paolo Stoppa, Amelia Chellini.
A família Devalier descobre, após a morte de seu patriarca, que o vagabundo Nicolino (Totò) tem um direito a maior parte da herança, sendo filho ilegítimo do falecido com uma cavalariça de circo. Sua presença provoca reações distintas na família. A situação se complica quando um compositor de sucesso e bastante semelhante a Nicolino, Gelsomino (Totò), de idêntica semelhança com o falecido, também se torna um potencial herdeiro. Enquanto isso, as sobrinhas de Nicolino conquistam a atenção dos oportunistas homens de negócios que exploram Gelsomino, formando o Trio Primavera. Porém, o advogado que cuida da herança descobre que não apenas Nicolino e Gelsomino são filhos da mesma artista de circo, como um terceiro irmão, Antonino (Totò), existe e vem a aparecer na mansão, paramentado como leão.
Anêmica comédia da fase inicial de Totò. Tudo se encontra vinculado a persona do astro cômico, um dos poucos a sobreviver com sucesso ao ocaso do Fascismo. Algumas referências a convenções genéricas, como ao terror, logo no início, ou ao filme musical, com a pálida e ao mesmo tempo graciosa evocação aos musicais no momento em que o Trio Primavera canta em uma carroça de feno – talvez a melhor seqüência do filme – acabam não sendo mais do que isso. Totò mais uma vez exibe seus impressionantes dotes de elasticidade de seus músculos, aqui na cena em que apresenta seu próprio número musical. Destaque para a esplêndida trucagem que coloca não apenas 2, mas 3 Totòs em um mesmo plano, sem que se perceba qualquer vestígio de sua produção.  Fono Roma/Produzione Capitani Film para ENIC. 85 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário