CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

domingo, 23 de novembro de 2014

Filme do Dia: L'épouvantail (1943), Paul Grimault



L’épouvantail (França, 1943). Direção: Paul Grimault. Rot. Original: Maurice Blondeau, Paul Grimault & Jean Aurenche. Música: Roger Desormière & Jean Wiener.
O Espantalho que faz menção o título acoberta um casal de pássaros apaixonados das garras de um perigoso felino. Animação extremamente bem realizada e com uma qualidade técnica em nada devedora da Disney, inclusive em seu tom escapista. Justamente por conta do último, num momento em que a própria Disney havia sido engajada no esforço de guerra, e por se encontrar associada ao típico produto que as telas francesas de Ocupação exibiam, tem sido relativamente desconsiderada. Quem quiser, pode até enxergar uma fábula anti-ocupacionista na forma como o casal apaixonado é protegido pelo Espantalho, seu tradicional opositor no senso comum.  Ou mesmo o oposto. Talvez mais importante que isso seja a decepção inicial de qualquer expectativa modernista que seu prólogo, com os pássaros se enfiando no corpo de um espantalho ainda inerte, fazendo sacolejá-lo de forma não muito distante de uma rumbeira, na melhor cena do curta, havia suscitado. Logo, no entanto, padrões mais convencionais de fábula e personagens dialogando se farão presentes. A longeva carreira de Grimault se estenderia até o final da década de 80, com apenas 13 títulos, sendo desses dois longas. 9 minutos e 25 segundos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário