CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Nervo ciático: estou com dor ciática. O que é isso? O que podemos fazer para evitá-la?



O que é a dor ciática?
A ciática (dor ciática ou ciatalgia) não é uma doença, mas um sintoma de alguma doença. Ela é uma dor causada por lesão ou pressão no nervo ciático (ou isquiático). O ciático é o mais longo e principal nervo do corpo humano, indo desde a região lombar até o hálux (dedo grande do pé), bilateralmente, descendo pela parte posterior de cada perna e joelho e controlando as articulações dos quadris, joelhos e tornozelos, bem como os músculos posteriores da coxa, da perna e do pé. Ele é formado pela reunião de raízes nervosas que partem da porção lombossacra da coluna vertebral. A dor ciática geralmente é de grande intensidade e pode ocorrer em qualquer ponto da inervação.
Quais são as causas da dor ciática?
A dor ciática ocorre quando há compressão, inflação ou irritação do nervo ciático ou de uma ou alguma de suas raízes nervosas, o que pode ocorrer por deslocamento de vértebra, hérnia de disco intervertebral, estreitamento do canal vertebral, síndrome piriforme (espasmo do músculo piriforme que comprime o nervo ciático), lesões ou fraturas pélvicas, tumores, obesidade, má postura, levantamento de cargas pesadas, etc. O dano ao nervo ciático pode acontecer dentro do canal espinhal, no espaço entre as vértebras ou em algum outro ponto de seu percurso, uma vez que atravessa vários músculos, fáscias (membranas de tecido fibroso que protegem os órgãos), forames e tendões. A gravidez, pelas deformidades que impõe à coluna, pode desencadear dores ciáticas.
Quais são os principais sinais e sintomas da dor ciática?
A frequência da dor no ciático aumenta com o envelhecimento, porque com o passar dos anos a coluna vertebral sofre um desgaste que compromete as raízes que dão origem aos nervos. Mais frequentemente a dor ciática ocorre apenas de um lado do corpo, mas pode ser tão forte que a pessoa não consegue se mexer. Trata-se de uma dor que parte da coluna lombar, que vai e vem e que se irradia para a parte posterior da coxa e da perna. Em casos mais suaves pode haver apenas formigamento, dor surda ou sensação de queimação. Algumas pessoas podem sentir dor forte em uma parte da perna e apenas dormência em outras partes. Em geral, a dor piora se o indivíduo fica de pé, assenta-se, ao espirrar, tossir, rir ou se dobrar para trás.
Os sinais mais comuns que acompanham a dor ciática são: fraqueza ao dobrar o joelho, dificuldade de dobrar o pé para dentro ou para baixo, reflexos tendinosos anormais ou ausentes, dor ao levantar a perna esticada, fraqueza muscular, dormência, formigamento da perna e perda de sensibilidade ou diminuição dos reflexos.
Como o médico diagnostica a dor ciática?
O levantamento das queixas e os achados do exame físico ajudam a formar uma impressão diagnóstica provisória. Os exames complementares ajudam a determinar as causas dessa suspeita. Eles podem incluir exames de sangue, radiografias, ressonâncias magnéticas e outros exames de imagem.
Como o médico trata a dor ciática?
Como a ciática é apenas um sintoma, a doença subjacente deve ser identificada e tratada com os meios próprios. Em alguns casos a recuperação acontece espontaneamente. O tratamento conservador compreende medicações analgésicas, aplicação de gelo na área dolorida nas primeiras 48 a 72 horas, depois deste tempo o recomendado é colocar compressas aquecidas. Anti-inflamatórios e relaxantes musculares também podem ser usados, mas são de pouca eficácia. Os exercícios fisioterápicos, a perda de peso, a reeducação postural, a prática de atividades físicas, respeitando as limitações de cada paciente, acupuntura, hidroginástica ou Pilates clínico podem ajudar, na dependência da doença que esteja provocando a dor. Alguns casos exigirão cirurgia.
Como evolui a dor ciática?
Muitas vezes a dor ciática desaparece espontaneamente, mas é comum que ela retorne.
As complicações mais graves da dor ciática dependem da sua causa.
Como prevenir a dor ciática?
  • A melhor prevenção da dor ciática é tratar precocemente a causa do dano nervoso, mas enquanto isso é feito, evite sentar ou deitar pressionando as nádegas por um longo tempo.
  • Mantenha uma postura apropriada.
  • Use sapatos adequados.
  • Durma em colchões confortáveis.
  • Evite o sobrepeso.
  • Banhos quentes ou aplicação de bolsas térmicas na região podem amenizar a dor ciática já instalada. 
sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário