CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Mortalmente Perigosa (1949)

Image for Gun Crazy
Mortalmente Perigosa (Gun Crazy, 1949, EUA), Joseph H. Lewis
O féerico clássico de amor em fuga, dirigido por um verdadeiro mestre do filme-B hollywoodiano do pós-guerra, aborda um casal de foras-da-lei (Peggy Cummins e John Dall, ambos extraordinários) que se aproximaram um do outro por sua paixão mútua - e talvez freudiana - pelas armas. Quando Annie, a tentação personificada, ameaça abandonar Bart às suas monótonas ambiçoes, ele adere com relutância à vida de assaltante de bancos...

Um ensaio dinâmico, amoral, consistentemente emocionante sob o apelo do sexo, dinheiro, poder e violência, faz com que Lewis dispare para todos os lados, levando seus protagonista a uma quase animalística evocação do amour fou e transformando as limitações de orçamento numa vantagem; mais memorável de tudo, um assalto a um vilarejo é filmado de dentro do carro, num único virtuoso plano-seqüência. Victor Young proporcionou a ansiosa trilha sonora, o grande Russell Harlam, o taciturno e ao mesmo tempo dinâmico trabalho de câmera; a intensidade absoluta do filme beira o subversivo e surreal.
(Geoff Andrew, BFI Homepage)

Nenhum comentário:

Postar um comentário