CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Jazz Classics: Dizzy Gillespie - A Night In Tunisia



A melhor maneira de explicar a sua gênese musical é dizer que os músicos se cansaram e se frustraram com a música cada vez mais padronizada e repetitva das big band dos anos 1930. (Os primeiros revolucionários do bop, vieram quase todos dessas big band: Gillespie era o trompetista de Ted Hill e Cab Calloway; Charlie Parker era o sax alto de Jay McShann; Kenny Clarke era o baterista de uma série de bandas;Charlie Christian era o guitarrista de Goodman.) Apesar de haver algumas grandes bandas de bop ocasionais, como a de Gillespie, Herman e Eckstine, o jazz moderno é, essencialmente, uma música de pequenos conjuntos. Tratava-se também, essencialmente, de uma reação ao entretenimento do público leigo, grande ou pequeno: era música para músicos.

(Eric J. Hobsbawn, História Social do Jazz, p. 149)

Nenhum comentário:

Postar um comentário