CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Arthur Holdsworth Conversando com Thomas Taylor e Capitão Stancombe às Margens do Rio Dart, 1757

A demanda britânica por retratos cresceu intensamente no século XVIII quando membros da afluente classe média se tornaram eles próprios mecenas. Arthur Devis foi um artista provinciano que passou a viver em Londres, onde sofisticados retratistas da classe alta tais como Reynolds e Gainsborough dominavam o mundo artístico. Devis recebia comissões de proprietários de terras de classe média, mercadores e oficiais que viviam em cidades menores, afastadas de Londres.

Esse retrato informal é uma conversation piece, gênero apreciado por Devis. As figuras, embora apresentadas de corpo inteiro, são relativamente pequenas e se encontram posicionadas um pouco para trás da paisagem; o pano de fundo é maior e mais detalhado que na pintura tradicional, descrevendo temas pessoais e contexto social.

Devis concebeu um repertório de posturas e gestos que utilizou para expressar o status social de seu retratado.Arthur Holdsworth, diretor do Dartmouth Castle,  observado sentado, com expressão atenta em sua face. O barco aportando na embocadura do rio Dart ao fundo pode ser uma referência ao negócios da família do cunhado de Holdsworth, Thomas Taylor, posicionado diante dele, em roupas de equitação. O terceiro homem é o Capitão Stancombe.
Texto: National Gallery of Art. Nova York: Thames & Hudson, 2005, pp. 143.

Nenhum comentário:

Postar um comentário