CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

A Young Girl Reading, Jean-Honoré Fragonard (c. 1776)

Talvez mais que na obra de seus dois mestres, Boucher e Chardin, o manuseio virtuoso das pinceladas e cores incorpora a estética da pintura do século XVIII. Em A Young Girl Reading, a pessoa é apresentada de perfil, lendo o livro em sua mão direita e completamente absorta em sua leitura. Ela parece se encontrar sentada em uma janela que ilumina seu rosto e seu corpo, modelando uma débil sombra contra a parede. Trajando um vestido amarelo limão com um colar branco e fitas demarcados com rendas lilás em seu corpete, pescoço e cabelo. Repousando em travesseiros macios em fortes tons marrons e sublinhados pela luz púrpura. Cada textura é produto de uma pincelada diferente: seu vestido produto de fortes pinceladas em amarelo e branco, os travesseiros são mais vagamente esboçados e a borda do colar é pintado com o cabo do pincel.
Como em Soap Bubbles (p. 168), de Chardin, o observador tem a ilusão de que presencia um momento de intimidade. No entanto, na obra de Fragonard, o brilho amarelo do vestido da moça e as vibrantes pinceladas se chocam com a solidão associada à leitura.
Texto: National Gallery of Art. Nova York: Thames & Hudson, 2005. pp.173.

Nenhum comentário:

Postar um comentário