CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sábado, 24 de outubro de 2015

Filme do Dia: Moonland (1926), Neil McGuire & William A. O´Connor




Moonland (EUA, 1926). Direção: Neil McGuire & William A. O´Connor. Fotografia: Edward Gheller.

Essa pequena joia esquecida do cinema de fantasia demonstra toda sua criatividade a partir de seus parcos recursos. Um garoto sonha em conhecer o homem da lua. E acaba efetivamente o conhecendo, escudado por seu cachorro e enfrentando lugares obscuros e personagens sinistros, que consegue dobrar com seu sorriso. O trabalho de cenografia, longe de ser uma atração apenas por si próprio, como na já decana fantasia de Méliès, Viagem à Lua (1902), acaba se integrando bem ao próprio universo alucinatório e onírico que perpassa a integridade do filme. O garoto que o protagoniza, providencialmente desdentado, motivo para mais uma identificação bastante plausível com o público-alvo ao qual se destina, é outra atração, embora não precise fazer mais nada do que agir como criança. E consegue. Antecipa, em chave mais luídca e menos direcionada pelos apelos de grande produção, universos de fantasia tais como o presente em O Mágico de Oz (1939), de Fleming. Seu brusco final talvez tenha se dado as próprias limitações de produção. Ou somente ao seu próprio e positivo amadorismo. Os desenhos que compõem o cenário, como de um gigantesco ser que se assemelha a uma serpente, não encontram muito paralelos contemporâneos. A cena do jovem herói no barco parece antecipatória da vivenciada pela dupla de crianças de O Mensageiro do Diabo (1955), de Charles Laughton. 10 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário