CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

terça-feira, 8 de abril de 2014

Filme do Dia: O Grito (2000), Takashi Shimuzi

O Grito (Ju-On- The Grudge, Japão, 2000). Direção e Rot. Original: Takashi Shimuzi. Fotografia: Tokushi Kikumura. Música: Shiro Sato. Montagem: Noboyuki Takahashi. Dir. de arte: Toshihara Tokiwa. Com: Megumi Okina, Misaki Ito, Misa Uehara, Yui Ichikawa, Kanji Tsuda, Kayoko Shibata, Yukako Kukuri, Shuri Matsuda.
Rika Nishina (Okina) é uma assistente social enviada para investigar o desaparecimento do garoto Mishio da escola. Lá encontra apenas uma velha senhora, sua avó, completamente catatônica. Porém ao subir as escadas descobre o garoto escondido em seu armário. A partir de então Rika será perturbada pelo espírito de Mishio e da mulher que lá foi assassinada, Kayako. Todos os que se aproximarem da casa também serão afetados pela maldição.
Cansativa incursão no gênero horror com direito a todos os clichês do gênero e cuja falta de construção atmosférica e psicológica, assim como a muito fraca interpretação do elenco como um todo, efetivando a todo momento trejeitos mais próximos de suscitarem histrionismo que temor, sem falar em sua cansativa e previsível, mesmo que confusa, estrutura narrativa acabam sabotando qualquer tentativa de interesse nessa produção. A certo momento, a quantidade de personagens é tão extensa que fica cansativo tentar compreender as interações entre eles, sendo que o filme é construído em cima de segmentos com nomes dos personagens.  Faz parte de uma série de filmes, tendo sido adaptado igualmente para uma produção americana. Oz Co. 92 minutos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário