CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sábado, 19 de abril de 2014

Filme do Dia: A Short Vision (1956), Peter & Joan Foldes



A Short Vision (Reino Unido, 1956). Direção e Rot. Original: Peter Foldes & Joan Foldes. Música: Matyas Seiber.
Essa sinistra parábola sobre o fim do mundo não concede o mínimo espaço a esperança – a borboleta que surge ao final é rapidamente morta igualmente. É composta de gravuras fixas que, juntamente com o timbre de sua narração over e sua trilha musical, acentuam seu tom sombrio, poucas vezes equiparável no universo da animação até então. Uma  certa noite, quando a maior parte dos homens, mulheres e crianças dormem, um objeto sobrevoa os céus e assusta animais como o leopardo e sua vítima e a coruja e o rato. O que observam no céu será a última coisa que verão antes de serem literalmente reduzidos a pó – e o rosto do homem que se transforma em esqueleto, tendo seus olhos estourados de suas órbitas, é talvez a imagem mais forte do holocausto. Há evidentes ressonâncias de uma obra como Guernica de Picasso sobre os traços dos Foldes, em sua segunda e última colaboração coletiva, mesmo que os traços da animação sejam bastante distintos daquele. 6 minutos e 9 segundos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário