CONTRA O GOLPE CIVIL-MIDIÁTICO-JUDICIÁRIO EM CURSO E PELO RETORNO DA DEMOCRACIA

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Filme do Dia: A Culpa (1971), Domingos de Oliveira

Resultado de imagem para a culpa domingos de oliveira

A Culpa (Brasil, 1971). Direção: Domingos de Oliveira. Com: Paulo José, Dinah Sfat, Nélsom Xavier, Sérgio Britto.
Dupla de irmãos (José e Xavier) assassina o pai, empreiteiro milionário (Britto), com ajuda da noiva de um dos irmãos, Matilde (Sfat). O sentimento de culpa posterior ao crime acabará por dilacerar suas vidas. Um dos irmãos suicida-se, enquanto Heitor (José) é assassinado pela noiva, que enlouquece.
Nesse belo e atmosférico filme de Oliveira o que menos interessa é o enredo em si – já inicia com o crime cometido e a ocultação do cadáver pelo trio. Utilizando-se de uma estética comum as produções do Cinema Novo, o filme traça um sombrio retrato do estado psicológico dos assassinos após o crime. Ao contrário de Pocilga, de Pasolini, os personagens não conseguem se eximir da profunda culpa cristã pelo parricídio. Embora recebam dois milhões de dólares de herança, a vida já não possui sentido e a paranoia torna-se crescente. Recursos como a câmara na mão em planos longos, grande angular, filtros de cor e utilização expressiva da arquitetura da mansão onde se desenrola praticamente todo o filme, assim como, com menor sucesso, comentários over, expressando o pensamento dos personagens, são alguns dos utilizados pelo cineasta. Destaque para o plano-seqüência em que Heitor conta uma idéia sobre o filme que pretende realizar, dirigindo um carro sob uma imensa estrutura de concreto. O filme é pontuado por um idêntico plano de um elevador na construção do pai dos irmãos, assim como títulos que por vezes antecipam algo do que irá ocorrer, como a  morte dos irmãos. Embrafilme. 80 minutos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário