CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Filme do Dia: Alberto Nepomuceno (1950), Humberto Mauro

alberto_nepomuceno

Alberto Nepomuceno (Brasil, 1950). Direção: Humberto Mauro. Fotografia: Jose de A. Mauro e Manoel Ribeiro.

Apólogo do compositor Alberto Nepomuceno, nascido em meados do século XIX e falecido em 1920, o filme reúne trechos de composições do autor mesclados a algumas informações básicas sobre Nepomuceno e algumas de suas composições mais famosas. Mesmo que o auge de sua apropriação por uma dimensão política de exaltação nacionalista à época do Estado Novo já houvesse passado (sendo um de seus temas mais famosos, Batuque, apropriado em número coreográfico de Romance Proibido) é ainda grandemente sobre esse viés e do folclore nordestino que o compositor é evocado. Assim, louva-se a camapanha de Nepomuceno para a introdução da língua “pátria”  no universo da música erudita brasileira e se afirma que o compositor “retrata cenas típicas de nossa terra”. No plano visual, é interessante o quanto o realizador ilustrou uma composição como Sesta na Rede, com uma jovem loura de olhar sonhador, mas preferiu uma representação visual para Batuque, notadamente inspirado em elementos da cultura negra, com estratégias visuais que fazem referência à natureza (no caso em questão diversos planos de nuvens). Seus planos da natureza são feitos com câmera fixa, formando verdadeiros quadros à que se soma a musica imponente e melódica do compositor cearense. INCE/Brasil Vita Filmes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário