CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Filme do Dia: Coca-Cola Kid (1985), Dusan Makavejev




Coca-Cola Kid (The Coca-Cola Kid, Austrália, 1985). Direção: Dusan Makavejev. Rot. Original: Frank Moorhouse. Fotografia: Dean Semler. Música: William Motzing. Montagem: John Scott. Dir. de arte: Grahan `Grace` Walker & Anni Browning. Cenografia: Martin O´Neill. Figurinos: Terry Ryan. Com: Eric Roberts, Greta Scacchi, Bill Kerr, Chris Haywood, Kris McQuade, Max Gillies, Tony Barry, Paul Chubb.
       Um excêntrico planejador de marketing da Coca-Cola, Becker (Roberts), decide implantar uma estratégia audaciosa nos mais distantes rincões australianos, onde ainda imperam os refrigerantes do caipira T. George McDowell (Kerr). Inicialmente recebido a bala, aos poucos ele começa a aproximar-se de McDowell que, no entanto, pretende que seu refrigerante seja igualmente distribuído mundialmente com o acordo entre as duas companhias. Becker também enfrenta dificuldades de livrar-se da amalucada Terri (Scachi), uma ex-funcionária despedida por ele próprio. Inesperadamente McDowell toca fogo em sua própria indústria e Becker, desgostoso, abandona o emprego e aproxima-se da família de Terri.
         Após Montenegro, Makavejev nunca mais demonstrou o mesmo tino e verve que se encontrou presente em suas produções anteriores. Sem maiores atrativos e com um enredo anêmico que nem consegue ser divertido muito menos arguto politica ou sexualmente, como nas melhores obras do cineasta, o filme ainda é mais tedioso que o excessivamente confuso Manifesto por uma Noite de Amor. Ironizando tanto com as estratégias capitalistas de ponta como a de Becker quanto do arcaísmo de seu oponente e da esquerda romântica representada por Terri, o filme vem apenas demonstrar que a inconseqüência e a falta de orientação tornaram-se características da produção mais recente de Makavejev. Cinema Enterprises/Grand Bay Films Int./Smart Egg Pictures. 98 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário