CONTRA O GOLPE CIVIL EM CURSO E A FAVOR DA DEMOCRACIA

quinta-feira, 22 de maio de 2014

São Sebastião, c. 1620-1630

Uma intensidade fervorosa nesse retrato de São Sebastião marca-o como uma obra característica de Tanzio, cuja aldeia de Varallo onde nasceu, nas montanhas ao norte de Milão foi uma referência de devoção popular.O retrato apresenta Sebastião, que foi perseguido como cristão por Dioclécio, sendo salvo pelos anjos após ser atacado pelos arqueiros do imperador. A figura atarracada à direita que ternamente segura o corpo de Sebastião para os cuidados do anjo pode ser Santa Irene, que tratou do restabelecimento do mártir.

A excitação visual do retrato de Tanzio serve para transmitir o estado de elevação emocional e transcendência da dor física de Sebastião. Contribui para o acaloramento do drama a extrema compressão de sua composição. As formas sólidas e grandes de Tanzio preenchem toda a moldura, aparentando se torcer e contorcer para caber nos seus limites. Se o ilusionismo vibrante e fortes contrastes entre luz e sombras - pulsante na roupagem através do colo de Sebastião e no padrão de longos e afilados dedos de grande expressividade - revelam um estudo da arte de Caravaggio, o uso de cores contrastantes por Tanzio é unicamente seu.
Texto: National Gallery of Art. Nova York: Thames & Hudson, 2005, pp. 110.

Nenhum comentário:

Postar um comentário